Qual o melhor Street Fighter? Confira o ranking do pior para o melhor

Achou interessante? Compartilhe com outras pessoas.

Qual o melhor Street Fighter? Confira o ranking do pior para o melhor

A série Street Fighter tem uma história longa e é composta por diversos títulos. Embora tenha começado com o Street Fighter de 1987,  a série como a conhecemos realmente não começou até o Street Fighter II de 1991 se tornar um fenômeno. A partir daí, a série se tornou uma gigante, gerando uma legião de sequências, spin-offs e plágios.

Com a série em uma fase de transição entre o final de Street Fighter V e o inevitável Street Fighter VI, é esperado que os fãs olhem para a história da série e tirem o pó de um jogo antigo para relembrar os velhos tempos. Embora Street Fighter seja uma série de alto nível, alguns títulos são melhores do que outros. Veja nossa lista segundo o ranking do MetaCritic.

Veja também nossos:

Ranking de Call of Duty

Ranking de Splinter Cell

Ranking de Uncharted

Ultra Street Fighter 2

Esse é um título pouco conhecido da série Street Fighter exclusivo da Nintendo, Ultra Street Fighter II  é a oitava versão distinta de Street Fighter II. Essa versão traz alguns ajustes ao game original, com inclusão de modos cooperativo e beat ‘em up em primeira pessoa.

Embora novos, esses modos foram a parte menos aclamada do jogo, com o modo Way of the Hado sendo particularmente mal recebida. A jogabilidade consolidada de SF II resistiu ao teste do tempo com os críticos. Essa jogabilidade funcionou surpreendentemente bem nos controladores JoyCon do Switch, e a capacidade de jogar uma versão HD de SF II no portátil também foi bem recebida.

Street Fighter V (74,5)

As  análises de Street Fighter V elogiaram suas adições à jogabilidade central da série, como a mecânica V-Trigger e V-Skill. Teve uma recepção mista entre os críticos e muitos fãs devido à sua versão de lançamento “incompleta”. Ele tinha uma lista de lançamento de 16 personagens, mas o jogo tinha pouco conteúdo para singleplayer, já que não foi lançado com um modo campanha e estava claramente focado no multiplayer. A reação ao lançamento de SF V  acabou sendo só o começo do incômodo do modelo agora padrão de lançamento de conteúdo por temporadas.

Street Fighter II 'Hyper Fighting (75,5)

Hyper Fighting  foi um dos primeiros jogos do Xbox Live Arcade para o Xbox 360. Era um arcade fiel, senão perfeito, ao porte de uma das melhores versões de Street Fighter II. Não tinha as atualizações de áudio ou visual dos jogos que viriam posteriormente, e o controle do Xbox 360 sempre foi péssimo para jogos desse tipo. A atração principal do Hyper Fighting era seu modo online, que incluía um estilo de jogo chamado Quarter, que tentava replicar a experiência de arcade. A experiência teve problemas técnicos, mas ainda era uma novidade na época.

Street Fighter V: Champion Edition (79.6)

Street Fighter V

O lançamento mais recente do Street Fighter, o 2020 Champion Edition, é o mais próximo da edição definitiva do Street Fighter V que você pode encontrar atualmente – embora ainda falte a última temporada de DLCs. Ele apresenta a maior parte do conteúdo adicional do jogo, de personagens a cenários e skins. Não sendo uma melhoria significativa em relação à segunda variante do jogo, Arcade Edition, e alguns problemas técnicos com seu código de rede diminuíram o entusiasmo pelo que de outra forma seria um pacote impressionante à edição padrão do game.

Ultra Street Fighter IV (79,8)

Ultra Street Fighter IV

A edição definitiva de Street Fighter IV  foi bem recebida em todas as plataformas em que foi lançada, exceto para o PlayStation 4. Essa versão, destinada a ajudar os jogadores de PS4 até o lançamento de Street Fighter V, recebeu mais críticas negativas do que sua versão anterior e de PC devido a um monte de bugs.

Ultra adicionou alguns ajustes de jogabilidade, incluindo a capacidade de usar os Ultra Combos durante uma partida. Adicionou 5 personagens à lista de SF IV, quatro ex-alunos do Final Fight. Também apresentava novos modos de jogo, como batalha em equipe e salas de treinamento online.

 

Street Fighter III: Double Impact (84)

Double Impact  portou as duas primeiras das três variações de Street Fighter III para o Sega Dreamcast. A revisão dramática da série contou com um novo elenco de personagens, exceto pelo retorno dos protagonistas Ryu e Ken. Sua jogabilidade também foi reformulada, com um novo sistema de movimentos especiais e uma mecânica de parry. Apesar de um campo lotado de lutadores 2D no console final da Sega, a compilação foi bem recebida pelos críticos quando foi lançada em 2000. Ela logo seria reformulada pela versão final do jogo, Third Strike.

Street Fighter III: 3rd Strike (87)

3rd Strike foi a versão mais bem recebida de Street Fighter III, no fliperama e em consoles através de uma port para o Dreamcast. A terceira e última variação da série apresentou jogabilidade e apresentação refinadas, incluindo algumas das melhores animações de personagens da época, e Chun Li finalmente se juntou ao elenco da série depois de ficar de fora das duas primeiras versões do jogo.

Street Fighter V: Arcade Edition (87.6)

Arcade Edition é o jogo que os fãs, já desapontados com o lançamento de Street Fighter V, queria que o game fosse quando foi lançado. Essa versão adicionou o modo Arcade ao jogo que faltava na versão inicial. Além do tão aguardado modo single-player, Arcade Edition  também deu aos jogadores acesso a duas temporadas de lutadores por DLC, adicionando 12 personagens à lista de 16. É um elogio indireto, mas Arcade Edition foi saudado pelos críticos como o jogo SF V deveria ter sido desde o primeiro dia em que foi lançado.

Street Fighter Alpha 3 (90)

Street Fighter Alpha 3 recebeu críticas esmagadoramente positivas no PlayStation. É um dos melhores jogos de luta da história da plataforma. Ele foi portado para uma ampla variedade de outros consoles, incluindo uma versão bem recebida do Dreamcast.

Alpha 3 apresentava a jogabilidade polida e marca registrada da série, junto com diversas outras qualidades adquiridas com os primeiros jogos e versões de Street Fighter. Baseado no anime Street Fighter, sua apresentação ajudou a renovar a série após anos de “remixes” de SF II.

Super Street Fighter II Turbo HD Remix (90)

Turbo HD Remix  conquistou os críticos ao fazer mais do que apenas colocar uma nova camada de tinta em um clássico jogo de Street Fighter. Seus visuais foram refeitos pela Udon, o estúdio por trás dos quadrinhos Street Fighter, trazendo nova vida para personagens e cenários icônicos. Sua trilha sonora também foi remixada, e sua dublagem foi até ajustada em algumas situações.

Além das melhorias audiovisuais, a jogabilidade também foi aprimorada. O Modo Rebalanceado usou informações dos melhores jogadores do Street Fighter, o que ajudou a dar a cada personagem o equilíbrio no modo online do jogo.

Super Street Fighter IV (91)

Super Street Fighter IV  melhorou a grande tradição da franquia de apenas remixar os títulos numerados, oferecendo mais do que qualquer edição anterior. 10 personagens foram adicionados à lista de SF IV, de novos personagens como Juri e Hakan a antigos favoritos como Ibuki.

O outro grande ajuste do jogo foi seu jogo online. Em uma inversão do Street Fighter V, seu modo online era básico em seu lançamento. O Super SF IV melhorou isso ao adicionar o modo Endless, que reproduzia a experiência de arcade.

Street Fighter IV (92)

Street Fighter 4 Images

O jogo Street Fighter mais bem avaliado, surpreendentemente, é na verdade Street Fighter IV. Após o longo hiato da Capcom no cenário de jogos de luta, Street Fighter IV  trouxe a série de volta à proeminência, atingindo o difícil equilíbrio de apelar para fãs de longa data e novos jogadores ao mesmo tempo.

Os críticos elogiaram o jogo por voltar aos dias de glória dos fliperamas de Street Fighter II  sem parecer uma simples remasterização com alguns adicionais. O jogo recebeu elogios universalmente positivos, incluindo múltiplas pontuações nota máxima. Enquanto as variações dos jogos posteriores adicionaram personagens e recursos, SF IV  é o jogo que ganhou crédito por reviver uma série e gênero que já não eram mais agradáveis ao público.

0 0 votes
Article Rating
Achou interessante? Compartilhe com outras pessoas.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments